Por que você deve usar sua intuição nos negócios


Ser mais criança é ser saudável.

Imagine uma criança entrando em um parque de diversões: ela não consegue explicar o que esta sentindo e nem se importa com isso — ela apenas sente (felicidade) e sabe o que fazer (se divertir). Nós adultos que tentamos racionalizar as coisas o tempo todo.


Mas a realidade é essa: existem coisas que dificilmente conseguimos racionalizar. E normalmente essas coisas são importantíssimas, por exemplo, quando você sente que não deveria mandar uma certa proposta com o valor tão alto ou tão baixo. Você não consegue explicar a razão, mas sente com toda a certeza do mundo.


Todas essas sensações que dificilmente são explicáveis e quando colocadas em prática, são eficazes, se chamam intuição. Nesse momento não vou me alongar muito em sua definição, então explico com a seguinte frase: intuição é a capacidade de sentir algo que os cinco sentidos não captam. Ponto final.


E isso pode ser muito útil para o mundo dos negócios.


Obs.: existem pessoas mais qualificadas para falar sobre isso, como essa, essa e essa.



Basicamente, a intuição possui três pilares de atuação:



#1: Não conseguimos explicar


Muitas vezes temos algumas sensações muito boas, de extremo êxtase e felicidade, que não conseguimos explicar, certo? (se você não tem sentido isso, deveria se divertir mais. Dica: siga esses exemplos).


Quanto mais tentamos explicar, mais retiramos o valor daquela experiência.


A intuição fala por essa linguagem: não tente explicar, apenas sinta e faça. #designdoing


Os artistas lidam muito bem com ela, e os humanos "duros" de terno deveriam aprender com eles: há movimentos e tomadas de decisão que são inexplicáveis, e quase sempre são perfeitas para o momento. Talvez uma das maiores empresas do mundo que utilizam a intuição a seu favor é o Google.



#2: Equilíbrio entre o certo e errado


A intuição possui uma bela virtude: ética.


Quando o nosso senso ético esta sob risco de nossa racionalidade, a intuição sempre transborda nossa essência ética para nossas ações.


Sabe aquela sensação de que não sabemos por que, mas sabemos que é errado? Então, isso é intuição.


Acredite: deixar ela tomar decisões éticas talvez seja a coisa mais Verdadeira que se possa fazer.



#3: Empatia


O relacionamento entre pessoas é muito maior do que a nossa capacidade de racionalizar.


Muitas vezes, as pessoas nos provocam sensações de extrema leveza, felicidade, peso, descrença ou desconfiança. Essas sensações são MUITO mais valiosas do que a sua capacidade de analisa-la.


Junte as suas análises com as suas sensações.


Quando você começa a levar em conta a sua intuição para o relacionamento interpessoal, você começa a ser mais feliz, por que se relaciona com pessoas que te fazem bem.


Você sabia que pode ser feliz trabalhando, certo?



Esse foi um artigo rápido só para trazer à tona alguns aspectos essenciais sobre a intuição e destacar a sua importância no mundo dos negócios.


Afinal, você conseguir dar significado ao inexplicável, tomar decisões corretas e empáticas te aproxima de sua Verdade e felicidade, correto?


Isso pode te fazer ter negociações, clientes e parceiros de uma forma mais saudável e humana, respeitando a sua essência como pessoa e profissional.


Então deixe com que sua intuição fale nesses três pilares durante o seu dia a dia. Tenha a experiência de tomar decisões de risco com base na sua intuição (mas não apenas nela).


Faça a experiência. E não se esqueça de respirar.


5 visualizações

© 2020 por Ensaio.