4 .

Audiocase

CASA DE FERREIRO,

ESPETO DE PAU?

Leo Chiodi

23 de janeiro de 2021

Cozinhe Colagem

Ouça o audiocase

Casa de Ferreiro, Espeto de pau?Leo Chiodi
00:00 / 07:36

[LEO CHIODI]

É... Na nossa casa de ferreiro, o espeto não é de pau. Bom, pelo a gente tenta fazer com que não seja, né?

[VINHETA]

[LEO CHIODI]

Fala, pessoal! Como vocês estão?

Aqui quem fala é o Leo Chiodi, também mais conhecido como Leo da Ensaio pra quem acompanha a nossa News. Inclusive, se você não acompanha, vou deixar o link aqui pra você acompanhar. Vale à pena. Eu prometo!

Hoje a gente vai falar sobre como nós, da Ensaio, fizemos pra criar uma comunicação humanizada que resulta em uma comunidade engajada em uma conversa. Bora lá?

Quando a gente começou nosso trabalho mais estruturado com conteúdo na Ensaio, lá no final de 2019, mais ou menos, nós víamos a necessidade de fazer algo novo, realmente. Desde as definições estratégicas até as concepções táticas e a execução.

Sim. Tinha que ser alguma coisa que tivesse a ver com a cultura da Ensaio. Então nada mais correto do que utilizarmos a abordagem do Design, certo?

Esse processo que a gente utilizou tem tudo a ver com o Brand Thinking, aquele novo conceito que a gente já apresentou pra vocês no Pico #01 dessa revista, o Aprofundamento dessa Edição. Se você ainda não leu, eu recomendo que você volte um pouquinho e leia para dar uma conceituada no que vamos tratar nos próximos minutos. Mas se você não quiser ler, tudo bem. Não tem problema nenhum, pode continuar ouvindo a gente aqui.

Nosso time iniciou todo esse trabalho rodando uma Design Sprint pra construir, da forma mais empática possível, a nossa estratégia de conteúdo. Se você não conhece, a Design Sprint é um método desenvolvido pelo Google, que inclusive a gente roda nas consultorias da Ensaio (lembrando que, antes de tudo, somos um Laboratório de Inovação).

Foram 3 dias aplicando as ferramentas do método para chegarmos em uma jornada do consumidor completa que ajudou a gente a definir quais táticas iríamos priorizar e quais iríamos despriorizar.

À partir disso, desenhamos um Brand Voice da Ensaio, que é um documento completo que descreve todo o nosso Tom de Voz em todos os conteúdos que a gente produz. Desde um simples título de blog até todo o nosso site e todos os canais em que estamos. Tudo isso segue uma linha de linguagem que está descrita nesse documento que é o Brand Voice.

Depois que a gente conseguiu definir e desenhar tudo isso, caímos para o Roadmap. Separando por cada canal, a gente descreveu cada uma das etapas que seriam essenciais para que tudo fosse executado, publicado e acompanhado, claro. Esse é um processo muito importante pra você poder se organizar e planejar ao longo das semanas. Assim você consegue destinar as horas certas para cada uma das tarefas. É realmente uma lista de tarefas e etapas desde a concepção de um veículo até a publicação e o acompanhamento dos dados.

Depois que começamos a publicar nossos primeiros conteúdos até agora, o processo empático não acabou. A gente deve continuar com ele em sintonia com as personas traçadas para que a gente tenha a proximidade ideal com o nosso público a ponto de conseguir feedbacks diretos e constantes. Não é raro você ver a gente selecionar algumas pessoas - inclusive você já pode ter sido uma delas - da nossa audiência pra responder algumas perguntinhas e dar sugestões...

Isso é extremamente importante para nós porque, além de uma análise de resultados e dados (que todo mundo deve fazer), essas entrevistas ajudam a gente a criar um ciclo de experimentação constante que nos permite criar hipóteses de experimentos que nos ajudam a melhorar cada detalhe do que produzimos.

Inclusive muita gente pergunta: "como vocês conseguem fazer tudo isso com uma equipe relativamente pequena?" 

A resposta é simples, mas sua execução é relativamente complexa: nós temos uma grande ajuda do SCRUM para se organizar (sou muito fã do SCRUM), e com isso a gente consegue se organizar para colocar no ar tanto conteúdo e gerar tantas conversas.

E tudo isso levou a gente a uma coisa da qual nos orgulhamos muito: a construção de uma comunidade. A gente ouve bastante esse termo hoje em dia, por ser algo que as marcas buscam bastante - por motivos que já expliquei pra vocês no Pico #01.

E esse é o grande objetivo da nossa Tribo de Conteúdo: liderar uma conversa sobre inovação de impacto positivo. Hoje temos uma audiência com cerca de 800 pessoas que acompanham nosso conteúdo com frequencia e uma comunidade com 60 pessoas que interagem constantemente com nosso conteúdo, trocando experiências com a nossa audiência, se retroalimentando e dando feedbacks contínuos para melhorarmos, semana a semana, tudo o que fazemos.

Sim, eu sei que, pra realidade da sua empresa pode parecer um número pequeno. Mas para nós é muito importante e tem trazido resultados muito satisfatórios. Isso se você levar em consideração que alcançamos em cerca de um ano, com um público relativamente nichado.

Se você tiver alguma dúvida ou dica, pode falar comigo.

Eu espero que o que a gente trouxe tenha servido para você de alguma forma.

 

É isso, gente. Até a próxima e... Tamo junto!

Receba semanalmente