Sistema Azul e o Produto Desejável

Atualizado: 8 de Nov de 2019

Uma ideia pode ser apenas uma ideia.


Bons times de produto conseguem desenvolver apenas 1/4 de todas as ideias geradas para criação de um produto. Mas como saber se a ideia pode se tornar realmente um produto?



O desafio: como nós podemos validar uma nova solução para o mercado?


É muito comum empresas demorarem mais de 6 meses para ter a certeza que devem desenvolver um determinado produto. Porém nós não tínhamos este tempo.


Utilizando o Design Sprint 2.0, um processo ágil para validação de produto com o mercado, passamos quatro dias imersos no desafio que o produto sugeria sanar, dialogando com todas as pontas do setor.


No primeiro dia, mergulhamos no problema: como podemos criar um sistema que realizasse um processo burocrático automaticamente, otimizando, em média, 10 horas de trabalhos operacionais?


No segundo dia, criamos o conceito do produto de forma colaborativa com todas as pessoas envolvidas na cadeia deste processo.


No terceiro dia, concebemos o protótipo do sistema - almost as real.

No quarto dia, o mais importante: validação do mercado. Utilizando a técnica de pesquisa em profundidade, entrevistamos 5 players do mercado que poderiam utilizar o sistema, fazendo-os passar pela experiência de uso.

Resultado: 2 possíveis vendas.


Criando um sumário do Design Sprint 2.0, foi definido pelo time multidisciplinar que o conceito estava validado e a empresa tinha a certeza de investir no desenvolvimento do produto.

0 visualização

© 2020 por Ensaio.